Para Decidir o Voto para o Senado em São Paulo

Para quem está em dúvida sobre seu voto para o Senado em São Paulo, segue uma série de argumentos e matériais para ajudar a resolver.

1) Neste ano vamos trocar dois terços do Senado Federal, votando em dois senadores. O Senado é talvez a instituição mais conservadora do governo federal (junto com o STF) e é o lugar onde a maioria dos projetos mais progressistas encontra resistência ou é barrado. O governo Lula mesmo teve muita dificuldade de lidar com o Senado. Tanto é que a estratégia do PT nesta eleição foi usar as alianças para fortalecer a base aliada no Senado, em detrimento dos governos dos estados. Para que o governo Dilma possa não só continuar, mas avançar no projeto do governo Lula, é essencial que o Senado seja mais favorável ao governo. E é importante que a base aliada no Senado seja composta mais por pessoas do PT, ou de partidos mais alinhados com o PT, tipo o PCdoB. Temos que tentar reduzir a influência do PMDB no governo, apesar de ser melhor ter gente aliada do PMDB do que ter uma oposição do PSDB/DEM. Portanto, acho essencial votar em candidatos ao Senado que sejam da base aliada e, melhor ainda, se não forem do PMDB. Como em São Paulo, esses candidatos são a Marta e o Netinho, não há muita opção além de votar nos dois. É bom entender também que, do jeito que as coisas funcionam de verdade, um Senador de um partido da oposição vai sempre votar contra os projetos do governo, mesmo que o considerem bom. As eleições para o Senado são diferentes das eleições para Deputado, pois há apenas duas vagas e todos disputando uma delas. No cenário atual, quem está disputando de verdade são: a Marta, o Netinho e o Aloysio Nunes. Neste contexto, por mais que a gente não goste, não votar na Marta E no Netinho é favorecer a eleição do Aloysio Nunes, ou pior, do Tuma. Não votar nos dois só para ficar com a consciência limpa pode ser bom para você, mas a consequência prática será pior para o país.

2) A Marta todos conhecem, fez um bom governo na Prefeitura de São Paulo, com grandes avanços, como o início da reforma do transporte público, com o Bilhete Único e os Corredores de Ônibus, enfrentando e desmantelando a máfia do transporte; os CEUs na periferia, levando equipamentos de alta qualidade e melhorando o acesso à educação e à cultura na periferia, ; etc. Teve vários problemas também, mas foi muito melhor do que as outras prefeituras antes e depois dela. Segue uma entrevista com ela:
http://g1.globo.com/videos/sao-paulo/v/entrevista-com-marta-suplicy-candidata-ao-senado-em-sp-pelo-pt/1339133/

3) Sobre o Netinho, ver o seguinte material:
https://nodocuments.wordpress.com/2010/09/16/entrevista-netinho/

4) Para quem não sabe, o Aloysio Nunes, quando foi Chefe da Casa Civil do governo Serra no estado de São Paulo, era o cara responsável por articular toda a sujeira do governo. É muito importante impedir que ele chegue ao Senado.

5) Sobre o Tuma, além dele estar literalmente morrendo, é só lembrar do passado dele. Leia a seguinte matéria:
https://nodocuments.wordpress.com/2010/09/29/breve-resgate/

6) Se ainda tem alguém que considera a possibilidade de votar no Ricardo Young, é só ver esta entrevista com ele:
http://tv.estadao.com.br/videos,POLITICA-AS-5-CANDIDATO-AO-SENADO-PELO-PV-RICARDO-YOUNG,120098,260,0.htm
http://tv.estadao.com.br/videos,POLITICA-AS-5-CANDIDATO-AO-SENADO-PELO-PV-RICARDO-YOUNG-2,120096,260,0.htm
É tão ridículo que ele só fala sobre a questão ambiental no final e, mesmo assim, para deixar claro que ele não é um radical. No resto do tempo ele fala ou da Marina, ou fica criticando o governo, repetindo todas as críticas da direita. E quando o cara pergunta sobre quem ele indica para o segundo voto, ele desconversa, mas cita uma corrente de e-mail que anda circulando. Reproduzo a corrente no final, para que vejam que a corrente defende ele e o Aloysio Nunes de uma forma absolutamente ridícula, manipuladora e preconceituosa. O impressionante é que esse cara cite essa corrente de e-mail como um instrumento sério para se decidir o voto!

Corrente de e-mail:

Para refletir e escolher quem ainda não escolheu seu candidato ao Senado.
Candidato  1

O pai, fundou a escola de idiomas Yazigi e a  Fundação SOS Mata Atlântica. A mãe, foi premiada pela UNESCO por seus programas para capacitação  profissional.
Começou a trabalhar na empresa do pai aos 16 anos  e levou-a ser um dos maiores cases de sucesso de franquias no  mundo.

Fundou a Associação Brasileira de Franchising, e  foi presidente da associação por 3 mandatos consecutivos.

Fez parte dos movimentos estudantis na época da  ditadura militar brasileira. Atuou na AP – Ação Popular, mas abandonou o  movimento devido às sua crença na não-violência.

Começou a praticar sustentabilidade antes mesmo do  termo ter sido inventado, e por isso foi um dos redatores da Carta da  Terra – A declaração de princípios éticos e fundamentais para construção  de uma sociedade justa, sustentável e pacífica.

Pós-Graduado em filosofia pelo IBMEC.

Autor do programa de capacitação de  professores  no Institute for the Advancemente of Philosophy for  Children, na Montclair State University.

Voluntário em capacitação de professores em  escolas públicas, devido ao seu interesse de educação por  qualidade.

Integrante do PNBE – Pensamento Nacional de Bases  Empresariais onde implementou projetos de adoção de escolas públicas por  parte de empresas.

Presidente do conselho deliberativo do instituto  Ethos. Fundador do Uniethos – a sua divisão educacional. Projetou o  instituto com suas participações  em fóruns internacionais como   o Pacto Global das Nações Unidas, o Global Report Iniciative , a 26000, o  fórum Econômico Mundial. Iniciou  a disseminação da responsabilidade  social empresarial como uma nova dimensão nos negócios.

Um dos três fundadores do Movimento Nossa São  Paulo.

Um dos fundadores do fórum Amazônia Sustentável.

Convidado para participar do projeto Elias – do  Massachussets Institute of Technology para incentivar a inovação de  lideranças sistêmicas ligadas à sustentabilidade.

No final de 2007, aproximou-se de Marina Silva e,  juntos com outras lideranças empresariais e ambientais, conceberam o  movimento Brasil Sustentável, que visa engajar diversos setores da  sociedade – empresas, governos, academia e organizações da sociedade civil  – na construção de uma sociedade responsável, justa e  sustentável.

Ricardo sonha com uma sociedade de pessoas  felizes, com qualidade de vida.

Seu lema de vida é: Paz, Alegria e Serenidade.

Filósofo, praticante de yoga e da filosofia de não  violência de Ghandi, Músico e compositor de violão erudito e muitas outras  coisas que não cabem numa página, mas estão publicadas em sua biografia.

Candidato 2

Casou-se aos 15 anos e  aos 16, montou um grupo de  pagode

Em 2001 abandonou o  grupo em prol de sua carreira solo. É pai de 7 filhos e praticante de  violência doméstica contra sua esposa.

Apresentou o programa  Show da Gente no SBT. Em 2008, aproveitou sua fama artística e foi o  terceiro vereador mais votado na cidade de São Paulo.

Também por meio de  eleição, foi  presidente da Comissão Extraordinária de Defesa dos  Direitos da Criança, do Adolescente e da Juventude da Câmara de São Paulo.  Foi também escolhido como relator da Frente Parlamentar em Defesa das  Pessoas em Situação de Rua. Também é membro da Comissão de Constituição,  Justiça e Legislação Participativa (CCJ).

Como integrante desses  grupos, ganhou notoriedade ao agredir o repórter Vesgo em frente às  câmeras.

Candidato 3

Formado em direito pela  USP, onde também lecionou a matéria.

Por conta de ações contra  a ditadura foi exilado na França, onde estudou Economia Política e foi  professor de Português.

Foi diretor do Instituto  de Pesquisa e Desenvolvimento em Paris.

Foi deputado Estadual  duas vezes e líder do Governo Franco Montouro. Foi Deputado Federal 3  vezes, ora pelo PMDB, ora pelo PSDB.

Foi vice-governador do  Estado e Secretário Estadual de transportes.

Foi ministro-chefe da  Secretaria Geral da Presidência, Ministro da Justiça e Secretário do  Governo e Prefeitura de São Paulo.

Responsável pela  articulação política entre as pastas de governo e município.

Suas principais  realizações foram:

– fim da taxa do lixo,  criada por Marta Suplicy e isentou da taxa de iluminação pública os  moradores de ruas não iluminadas.

– construção de 46 novas  escolas, substituindo outras 44 em condições inadequadas, as chamadas  escolas de lata, favorecendo cerca de 35 mil crianças que estudavam nas  antigas escolas.

– grande incentivador da  Virada Cultural.

– na saúde firmou  novamente convênio com a FURP, retomando a fábrica de remédios do governo  do estado de São Paulo, que passou novamente a fornecer remédios à  prefeitura.

– integração do Bilhete Único ao Metrô.

– construção de 2  Hospitais (Hospital Cidade Tiradentes e o Hospital M’Boi Mirim).

– Construção de 11 Novas  Unidades Básicas de Saúde

– Construção de 50 AMAs

– serviço de pronto  atendimento em Unidades Básicas de Saúde (UBS) ou Pronto-Socorros, com  capacidade de atendimento de até 300 pessoas/dia por unidade.

– Implantação do Programa  Remédio em Casa

– entrega domiciliar de  medicamentos a pacientes com doenças crônicas (diabetes e hipertensão).

– A chamada Lei Cidade  Limpa é uma lei contra a poluição visual no município de São Paulo que  está em vigor desde o dia 1º de janeiro de2007. Proposta e sancionada pelo  prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab.

Candidato 4:

Foi investigador, Delegado de Polícia. É formado em Direito pela USP.

Foi diretor do DOPS (polícia da ditadura) de 1977 a 1982 quando tornou-se superintendente  geral do DOPS paulista.

Capturou o mafioso italiano Tommazo Buscetta. No governo Collor, foi Secretário da Receita Federal.

Foi presidente do  Instituto Brasileiro de Assuntos Estratégicos.

Membro do Conselho de  Ética Parlamentar

Atualmente é senador e  defende o filho sobre as acusações de envolvimento com a máfia chinesa,  acusações essas surgidas após o filho assumir o Conselho Nacional de  Combate à Pirataria e enriquecer 416% em menos de um ano.

Candidato 5:

Seu pai  foi o megaindustrial Luís Afonso Smith de Vasconcelos.

Educada em escolas  francesas Des Oiseaux e Nossa Senhora de Sion. Tem 3 filhos e 5  netos.

Psicóloga e Psicanalista,  com mestrado em Psicologia Clínica pela Michigan State University, e pós  graduada pela Standford University.

Ficou famosa pela atuação  política do marido, e adotou seu nome quando foi Apresentadora da TV  Mulher nos anos 80.

Tem 9 livros  editados.

Após o divórcio,  continuou usando o nome do marido.

Foi deputada federal  entre 1995 e 1998. Nesse período apresentou dois projetos: A da parceria  civil para pessoas do mesmo sexo (1996) e a política de cotas para   mulheres na política.

Eleita Prefeita em São  Paulo com 58% dos votos em disputa direta contra Maluf, criou a taxa do  lixo, o bilhete único e os CEUS. Ganhou notoriedade ao inaugurar obras às vésperas da eleição, como  o túnel na avenida Rebouças, que ficou inundado e teve que ser fechado  para obras novamente 3 dias após sua inauguração. Obteve cerca de 32% dos  votos na eleição seguinte.

Ministra do Turismo   do Governo Lula, lançou o Viaja Mais Melhor Idade.

Famosa pela frase: ”  Relaxe e goze !”

Candidato 6:

Músico, cantor e  apresentador, tem o ensino fundamental incompleto. Participou de “A praça  da Alegria”, “Vende-se um véu de noiva”, “Ô coitado” e “A praça é nossa.”, Pequenos  Brilhantes, A Mulher é  um Show, Concurso de Paródias, “nome do candidato” Show e “nome do candidato” TV.

Desligou-se do SBT ao  receber o convite para ser candidato. Atualmente vive uma rixa com os  donos de seu partido, acusando-os de censura e de não conseguir passar sua  mensagem.


ESCOLHEU ?  PRECISAMOS ESCOLHER 2 hein ?… Agora saiba quem são:


Candidato  1: Ricardo  Young,  430.

Candidato 2:  Netinho de Paula, 131.

Candidato 3:  Aloysio Nunes,  451.

Candidato 4:  Romeu Tuma, 141

Candidato 5:  Marta Suplicy (Marta Smith de Vasconcelos): 133

Candidato 6:  Moacir Franco, 177

Agora,  veja como estavam as pesquisas:
Marta 35%;

Netinho 28%;
Romeu Tuma 21%;
Aloysio Nunes 16%;
Ciro 12%;
Moacyr Franco 9%;
Ana Luiza 4%;
Ricardo Young  3%;

Se você não quer que  esses números virem realidade, encaminhe esse e-mail para seus conhecidos!
Só muda se você mudar!

VOTE CONSCIENTE…

Anúncios

2 Responses to Para Decidir o Voto para o Senado em São Paulo

  1. André disse:

    Essa foi hein.

    1- A crítica ao candidato do PSDB não tem nenhum fundamento, simplesmente liga o nome dele a uma suposta sujeira que ngm sabe qual e da onde.Se fosse seguir essa lógica a Dilma que chefiou a Casa Civil nunca poderia ser eleita

    2-Quer dizer que n tem importância o Netinho bater na mulher dele em casa, se ele defende a mulher no âmbito píblico??

    • nodocuments disse:

      A crítica do candidato do PSDB não foi mais longe porque eu parto do pressuposto que estou tentando convencer pessoas que já não gostariam de votar no PSDB. Ou seja, quero convencer pessoas que vão votar na Dilma a votarem na Marta e no Netinho. O problema não é chefiar a Casa Civil, é o papel que a pessoa tem no governo
      Eu não disse que não tem importância ele bater na mulher, disse que ele fez isso, assumiu, se arrependeu e, enquanto figura pública e enquanto Senador,vai defender a Lei Maria da Penha e os direitos das mulheres, ou seja, ele não é um cara que é a favor da violência contra a mulher, ou mesmo que não se posiciona quanto a isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: